"Ninguém é tão ignorante que não tenha algo a ensinar. Ninguém é tão sábio que não tenha algo a aprender." Pascal

14
Mai 10

José Sócrates esteve, na semana passada, no centro da Europa, tendo passado por Paris.

Dizem as más línguas que terá sido nessa viagem que lhe fizeram um ultimatum (desta vez à francesa ou à alemã) sobre as contas públicas.

 

Mas não é disso que quero falar hoje.

Ao folhear o Sol, esta manhã, deparei-me com uma crónica do Mário Ramires (que não conheço e creio que li, hoje, pela primeira vez) sobre essa visita a um Liceu, em paris, onde Sócrates terá citado Pessoa. (não ficou o link para a crónica de Mário Ramires, porque o mesmo ainda não está disponível no site do SOL.)

 

Muito interessante perceber qual o poema citado e, mais curioso ainda, por que razão terá o nosso primeiro ministro decidido recomendá-lo aos estudantes presentes como "o melhor poema do mundo".

 

Quem diria... Escutem-no bem. Sinal extraordinário do estado de espírito do timoneiro do estado português. Creio até que não exagero se disser que estamos perante um exercício de alguma profundidade em matéria de auto-análise...

 

Para os que não querem saber de política, fica o apelo para que também escutem o poema, porque ele é, de facto, boa literatura!

 

 

 

O Poema completo pode ser lido aqui.

publicado por Ricardo Antunes às 13:40

Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
Contador
blogs SAPO